Blog Ibramed

Recursos não invasivos de alta tecnologia para gordura localizada

beautiful woman pinching the crease of the hip to check if she has cellulite

Nesta matéria, serão disseminados os conceitos e as principais vantagens a respeito de dois recursos não invasivos do mercado de estética que, além de possuírem comprovações científicas em inúmeros tratamentos e ótimos resultados nos mesmos, eles são muito requeridos para a eliminação de medidas corporais sem que os pacientes precisem submeter-se a procedimentos mais invasivos,… Continuar lendo Recursos não invasivos de alta tecnologia para gordura localizada

Nesta matéria, serão disseminados os conceitos e as principais vantagens a respeito de dois recursos não invasivos do mercado de estética que, além de possuírem comprovações científicas em inúmeros tratamentos e ótimos resultados nos mesmos, eles são muito requeridos para a eliminação de medidas corporais sem que os pacientes precisem submeter-se a procedimentos mais invasivos, bem como cirurgia bariátrica ou lipoaspiração, por exemplo.

Boom do mercado estético

Sabia que o mercado de estética expandiu em 567% no Brasil, segundo uma pesquisa realizada pelo SEBRAE, de 2010 a 2015, especialmente pelas suas propostas tecnológicas de emagrecimento? A pesquisa explicita que, mesmo com a crise do país nessa época, os centros estéticos estão cada vez mais em ascensão.

Além disso, estudos relevaram que esse índice também é proveniente dos resultados trazidos por algumas melhorias nos pacientes, bem como: reparo tecidual, alterações vasculares e celulares, síntese e disposição de colágeno, produção de elastina, aumento da circulação sanguínea local, auxílio na drenagem linfática, entre outras melhorias.

Entenda em que consiste a criolipólise, excelência comprovada na eliminação de gordura corporal

polarys_culote_gordura-localizada
Aplicação do equipamento Polarys (criolipólise) no tratamento de gordura localizada, na região do culote.

Primordialmente, a criolipólise fundamenta-se em uma modalidade terapêutica não invasiva (não há a necessidade de cortes) e clinicamente testada, que visa destruir as células de gordura (adipócitos) através da extração de temperatura controlada e, por consequência, reduzir medidas corporais.

Popularmente dizendo, a criolipólise é feita com o auxílio de um aparelho específico, cujos aplicadores acoplam-se perfeitamente às diferentes áreas do corpo. Em seguida, o aparelho exerce um vácuo sobre o tecido e, então, a gordura da região é resfriada. A partir desse momento, inicia-se a destruição dos adipócitos.

Os triglicerídeos contidos nos adipócitos – moléculas de gordura dentro das células de gordura – são mais sensíveis ao frio do que as estruturas ricas em água que estão ao redor. Portanto, os triglicerídeos cristalizam irreversivelmente dentro do adipócito, enquanto que a pele e as estruturas adjacentes ricas em água permanecem preservadas.

Porém, vale lembrar: a criolipólise não é um tratamento que combate a obesidade, mas sim é uma alternativa de tratamento para gordura localizada em algumas regiões corporais, isto é, o conhecido “pneuzinho”. Isso acontece, pois a criolipólise é capaz de atingir somente a gordura subcutânea, não afetando os demais tecidos.

Mas qual é a origem desse tratamento?

Antes de mais nada, a palavra “criolipólise” é a junção de três palavras antigas e científicas. “Krios” vem do grego e quer dizer “frio”, “lipo” implica o significado de “gordura” e “lise” possui a denotação de “quebra”. Portanto, criolipólise nada mais é do que a quebra de gordura através do frio.

Essa técnica é considerada bastante recente. O seu processo de desenvolvimento tomou partida em 2008, por meio do curso de Medicina na Universidade de Harvard, nos EUA. Os autores que encabeçaram esse projeto foram os cientistas Ph.D. Dieter Manstein e o Dr. R. Rox Anderson.

Todavia, foi a partir de 2012 que a criolipólise passou a ser difundida no Brasil.

Tratamentos estéticos com a criolipólise causam dor?

Há alguns relatos de que tratamentos estéticos com criolipólise podem causar moderada dor no momento da sucção da pele, no entanto, após o congelamento dos adipócitos, o local já se torna anestesiado. Ademais, pode gerar singelo desconforto no momento de retirada do aplicador.

Quantas sessões são ideais?

polarys_flanco_gordura-localizada
Aplicação do equipamento Polarys (criolipólise) no tratamento de gordura localizada, na região do flanco.

A criolipólise é uma modalidade terapêutica extremamente subjetiva, isto é, existem alguns fatores significativos à variação do número de sessões, bem como: a espessura da prega (a porcentagem de gordura localizada que o indivíduo tem), o real desejo do cliente (o tanto que ele deseja reduzir medidas) e o nível de redução de gordura obtido em cada uma das sessões.

Os efeitos fisiológicos podem ser notados, geralmente, a partir do décimo dia da quebra de gordura.

Principais benefícios dessa tecnologia

A criolipólise é um tratamento não invasivo, as sessões são consideradas rápidas (levam em torno de 60 a 80 minutos) e permitem que o paciente retorne às suas atividades corriqueiras imediatamente.

Afinal, qual a criolipólise da Ibramed?

polarys-ibramed
Imagem frontal do equipamento Polarys (criolipólise), da Ibramed.

O Polarys é o nosso equipamento de 4 modos de criolipólise: convencional, de contraste, de preparo e de reperfusão. Um ponto bem fascinante é que a Ibramed é pioneira em lançamento de um equipamento de 4 classificações de criolipólise.

O equipamento possibilita o uso de dois aplicadores com controles independentes atuando simultaneamente para potencializar os resultados esperados, sistema de vácuo para a manutenção da sucção durante o uso simultâneo dos aplicadores, vácuo contínuo e três modos de pulsado, o que garante maior conforto e menor risco de equimoses.

O Polarys possui ainda: modo de seleção manual (para livre programação dos parâmetros) e Steps Mode para criar e salvar modos de tratamento personalizados, Clean Mode (que dá acesso ao modo de limpeza dos aplicadores e sistema do equipamento, o que garante a higienização efetiva, praticidade e maior durabilidade do equipamento.), design moderno, fácil deslocamento, tela touchscreen e tutorial informativo.

 

O Polarys é seguro?

Sim, o Polarys é um equipamento seguro, pois ele conta com sistema de resfriamento eficiente, que assegura a estabilidade da temperatura no decorrer do uso simultâneo dos dois aplicadores em todo tempo de tratamento, ou durante o uso isolado de cada um deles.

Além disso, ele é um equipamento versátil, já que possibilita que o profissional programe a temperatura no display (variável de -8ºC a +8ºC), com visualização real e instantânea da temperatura do aplicador.

Como o Polarys realiza tratamento em diferentes áreas e biotipos?

Para que o Polarys possa garantir efetividade no tratamento para diferentes áreas e biotipos, ele possui 5 aplicadores nos tamanhos P, M e G, sendo eles: 2 P, 2M e 1 G. Além do aplicador 360º Mini (para redução de gordura localizada em pequenas regiões, como o submento, por exemplo) como um acessório opcional.

Quais áreas corporais podem receber terapia por criolipólise Polarys?

infraumbilical_gordura-localizada
Aplicação do equipamento Polarys (criolipólise) no tratamento de gordura localizada, na região infraumbilical.

As áreas corporais em que o profissional pode aplicar a criolipólise Polarys são: abdômen infraumbilical, flanco, culote, abdômen supraumbilical, região interna de coxa, região infraescapular, lombar, região posterior de braço, região infraglútea, região axilar anterior, região axilar posterior, região interna de joelho e região de submento.

 

 

 

 

Conheça também a radiofrequência, mais uma modalidade terapêutica eficaz para o tratamento de gordura localizada

radiofrequencia_bipolar_flacidez-corporal
Aplicação de radiofrequência com o aplicador bipolar, para o tratamento de flacidez corporal.

A radiofrequência é um método de energia eletromagnética, responsável por gerar incremento da temperatura no tecido alvo. Esse método está presente há mais de 50 anos e sua origem remete-se à área da medicina. Mas foi a partir de 2002, nos Estados Unidos, que a radiofrequência foi implantada no segmento de estética.

Sua finalidade é de elevar a temperatura superficial do paciente, entretanto, essa não deve superar 42ºC. Isso faz com que ocorra a termocontração (contraia) do colágeno presente e aumente a produção de novas fibras colágenas e elásticas, ocasionando maior sustentação e firmeza à pele.

Sobretudo, o calor profundo proporcionado pela radiofrequência atua na célula de gordura, o que provoca o aumento da temperatura local, gera a ativação do fluxo sanguíneo e favorecendo a lipólise (o esvaziamento da célula de gordura) e a drenagem linfática. Por consequência, proporcionando a redução de medidas na área tratada.

Destaca-se, ainda, sobre a tecnologia de radiofrequência, o fato dela provocar o aumento de temperatura nas áreas de tratamento estimula um processo inflamatório controlado.

De que forma o aparelho auxilia a redução de gordura localizada?

As ondas emitidas pelo aparelho de radiofrequência gera um aquecimento no interior dos tecidos sendo responsável pela lipólise dos adipócitos, que possivelmente implicam em redução de medidas e reorganização das fibras de colágeno. Após o aquecimento observa-se a hiperemia da pele como consequência da vasodilatação e aumento do fluxo de sangue, que como efeito aumenta a circulação periférica e assim melhora a oxigenação do tecido.

Conheça o Hooke, nosso equipamento de radiofrequência

hooke-frente
Imagem frontal do equipamento Hooke (radiofrequência).

O Hooke é o equipamento Ibramed microcontrolado pela tecnologia de radiofrequência, com a potência máxima de 120W e é o único que possui a frequência de 27,12MHz.

É composto por três aplicadores: bipolar (penetração superficial até 4mm de profundidade), monopolar (penetração profunda de 15 a 20mm de profundidade) e cooling (aplicador criogênico (que realiza um resfriamento, antes para proteger a epiderme e mascarar as terminações nervosas livres, e após para diminuir a hiperemia). Seu cooling assegura que a sessão terapêutica seja ainda mais segura e confortável.

Além disso, salienta-se que só existem dois equipamentos de radiofrequência com alta frequência de ondas curtas (aquecimento por campo eletromagnético) no mundo, sendo o Hooke o único nacional brasileiro.

O porquê do nome Hooke

Uma curiosidade bastante interessante é que o equipamento Hooke recebeu esse nome em homenagem ao físico britânico Robert Hooke, autor da Lei da Elasticidade, publicada em 1676. Afinal de contas, o nosso equipamento Hooke é aclamado padrão ouro no tratamento de flacidez de pele, que, por consequência, garante maior elasticidade à mesma.

Como a energia de radiofrequência do Hooke atua

cooling_protecao-terminacoes_nervosas
Aplicação do equipamento Hooke (radiofrequência) para o tratamento da proteção das terminações nervosas, na região infraumbilical, com o aplicador criogênico (cooling).

A energia emitida pelos aplicadores do Hooke converte-se em aquecimento, especialmente devido ao aumento da cinética das moléculas de água no tecido.

A radiofrequência por campo eletromagnético é a tecnologia presente no Hooke e seu maior diferencial é o estímulo de fibroblasto para a sintetização de colágeno e de elastina. Com isso, melhora-se a firmeza e elasticidade da pele.

Principais benefícios da radiofrequência do Hooke

Os principais benefícios que a radiofrequência do Hooke oferece são: baixo nível de complicações, a aplicação pode ser realizada em qualquer fototipo (cor de pele) e em qualquer tipo de indivíduo (como o da terceira e quarta idade, por exemplo), baixo custo operacional, aquecimento homogêneo na pele, praticamente indolor e sem down time (não há tempo de repouso após o tratamento, portanto, o paciente pode retornar as suas atividades cotidianas imediatamente).

Ademais, a terapia com o Hooke apresenta efeitos secundários prolongados de estímulo à síntese de colágeno de forma natural, que podem ser perdurados por meses.

Decerto, refere-se à uma técnica não invasiva, sem efeito sistêmico (ou seja, o seu efeito é diretamente na área que foi tratada), que não causa dependência e não apresenta efeitos colaterais indesejáveis.

Como é efetuado o processo de aplicação de radiofrequência do Hooke

hooke_termometro-superficie
Imagem apresentando o termômetro do Hooke (radiofrequência) averiguando a temperatura superficial da face da paciente.

Antes de mais nada, um óleo de origem vegetal requer extrema importância e deve ser usado durante todo o tratamento, a fim de evitar a fricção entre a ponta do aplicador e a pele. Para averiguar a temperatura superficial da pele do paciente e confirmar que ela esteja entre 40 e 42ºC, o uso do termômetro infravermelho é essencial e o principal fator que indica se a potência selecionada é a ideal ou não, além, é claro, das informações sensoriais do paciente.

No quadro citado, de gordura localizada, assim como onde há celulite e flacidez de pele, usam-se os aplicadores bipolar e monopolar na mesma sessão. O aplicador monopolar age mais profundamente no tratamento de gordura localizada e de celulite, enquanto o aplicador bipolar age mais superficialmente no tratamento de flacidez de pele.

 

Indicações do equipamento

hooke_bipolar_flacidez-facial
Aplicação do Hooke (radiofrequência) no tratamento de flacidez facial, com o aplicador bipolar.

Além do tratamento de gordura localizada, o Hooke também é recomendado aos tratamentos de: rejuvenescimento facial e corporal, tensionamento da pele, redução de celulite, estrias, flacidez de pele e melhora na aparência de cicatrizes.

 

 

 

 

Contraindicações do Hooke

  • Gestação. Assim como mulheres grávidas devem permanecer a uma distância mínima de 15 metros do gerador;
  • Tumores malignos;
  • Dispositivo eletrônico implantado. Recomenda-se que um paciente com um dispositivo eletrônico implantado (ex.: marca-passo cardíaco) não seja sujeito à radiofrequência, a menos que uma opinião medica especializada tenha sido anteriormente obtida;
  • Aparelhos auditivos devem ser retirados. Se submetidos à radiofrequência, os aparelhos auditivos podem sofrer irregularidades no funcionamento. As pessoas portadoras de marca-passo e aparelhos auditivos, portanto, não devem permanecer nas vizinhanças do equipamento de radiofrequência quando ligados;
  • Tuberculose;
  • Febre;
  • Artrite reumatoide;
  • Uso recente de isotretinoína (inferior a um ano) para o tratamento da acne vulgar, pois pode induzir a uma intensa renovação da epiderme, deixando a pele altamente sensibilizada;
  • Sobre materiais preenchedores da derme;
  • Pele irritada ou com condições adversas. A aplicação da radiofrequência deve ocorrer somente sobre a pele íntegra;
  • Implantes metálicos grandes, pois os metais concentram energia eletromagnética. Para impedir possíveis concentrações de energia ao redor do implante e os perigos daí resultantes (queimaduras), a aplicação de radiofrequência deverá ser usada somente se as indicações forem mais importantes do que possíveis efeitos adversos;
  • Doenças crônicas sistêmicas, tais como: diabetes, hipertensão, doença arterial coronária, insuficiência renal etc.;
  • Alterações de sensibilidade. A aplicação de radiofrequência deve ser usada com precaução sobre zonas com alterações sensoriais. Necessita-se de especial cuidado também para pacientes debilitados, uma vez que a dosimetria depende em grande parte da sensação de calor sentida por parte do paciente. A dor é um indicativo de que se está produzindo calor excessivo;
  • Lentes de contato. Existem indícios de que pode aparecer um aquecimento localizado se o olho dotado de lentes de contato for exposto à radiofrequência. Portanto, é recomendável que o paciente remova suas lentes de contato para a aplicação de radiofrequência Hooke;
  • Tecidos isquêmicos. Deve-se evitar o tratamento sobre tecidos isquêmicos, pois o aumento da demanda metabólica não pode ser satisfeito com uma resposta vascular correspondente, podendo aparecer como consequência dor e necrose.

Para ambas as modalidades terapêuticas aqui mencionadas, criolipólise e radiofrequência, é de suma importância que o paciente cultive um estilo de vida saudável, sendo: alimentação equilibrada e prática constante de atividades físicas. Um nutricionista e educador físico são valorosos a esse fim.

 

Para dúvidas técnicas, envie um e-mail para: duvidas@ibramed.com.br, ou entre em contato com a fisioterapeuta responsável pelo WhatsApp: (19) 9 9928-3409. Encontre aqui a revenda IBRAMED mais próxima de você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.